Seydou Keita

Formato: 23,5x28,5 cm

176 páginas

Idioma: português

Edição de 2018

 

O catálogo homônimo da exposição Seydou Keïta apresenta retratos dos habitantes de seu país. Em seu estúdio, localizado perto da estação ferroviária de Bamako, registrava as expressões, roupas e os gostos dos visitantes que passavam por lá. Realizadas entre 1948 e 1962, suas imagens também mostram um período de transformação no Mali, quando o país caminhava rumo à sua independência, em 1960. 

Autodidata, Keïta começou a fotografar logo após receber do seu tio uma Kodak Brownie, câmera popular na época. Curioso, tentava aprender a técnica enquanto trabalhava como carpinteiro, ofício de sua família. Aos poucos, aperfeiçoou sua prática, e também começou a revelar suas próprias imagens. Em 1948, abriu seu estúdio, onde retratou a elite de Bamako, a pequena-burguesia em ascensão em pleno regime colonial, mas também gente do campo em visita à cidade. Funcionários do governo, donos de lojas e esposas de políticos visitavam o fotógrafo, em busca de imagens que simbolizassem o seu status social.

Seydou Keita

R$ 134,50Preço